NOVIDADES

SUMMIT AGRIHUB 23/03/2018 08:05

Conectividade e padronização na agricultura serão discutidas no encontro Summit AgriHub

O Brasil possui 59% de usuários de internet conectados, segundo dados da União Internacional de Telecomunicações (UIT). Mas como se dá atualmente a conectividade? Como estão as conexões no campo? E como estão sendo desenvolvidas tecnologias de padronização das máquinas e equipamentos agrícolas? Esses questionamentos serão abordados no painel “Conectividade e padronização, como está se construindo o futuro?” durante o encontro Summit AgriHub que ocorrerá de 18 a 19 de abril, no Cenarium Rural, em Cuiabá-MT.

O evento reunirá produtores rurais, comunidades AgTech, startups, investidores, universidades e institutos de pesquisas. A programação está dividida em quatro fóruns que irão acontecer no dia 18 de abril: Rede de Fazendas Alfa, Fundos de Investimento, Pesquisa e Desenvolvimento e Comunidades. No dia seguinte (19/04) haverá uma Conferência para reunir todos os participantes do primeiro dia do evento e outros convidados.

 

O painel sobre conectividade será parte do Fórum Rede de Fazendas Alfa, das 10h30 às 12h, e terá como mediador o médico-veterinário Adolfo Petry. Ele também é produtor rural, especialista em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e diretor do Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis.

 

Como o assunto é tecnologia e conectividade, o painel vai trazer o presidente da Associação Brasileira da Internet das Coisas (Abinc) Flávio Meda. Segundo ele, a Internet das Coisas (IoT) é uma rede que permitirá avançar o setor agropecuário de Mato Grosso com a redução de custos, aumento de produtividade e maior precisão de informações para a tomada de decisão. “A ideia é que, além de fomentar esse mercado de tecnologias para ajudar o produtor rural a melhorar a gestão na propriedade e a produtividade, que seja referência em Internet das Coisas na agricultura brasileira”, pontuou Maeda.

 

A Internet das Coisas é uma revolução tecnológica que tem como objetivo conectar itens usados do dia a dia à rede mundial de computadores. Eletrodomésticos, meios de transporte, roupas, entre outros produtos, estão surgindo conectados à internet e a outros dispositivos, como computadores e smartphones. A tendência é que, cada vez mais, o mundo físico e o digital se tornem um só, por meio de dispositivos que se comuniquem uns com os outros, os data centers e suas nuvens.

 

Segundo o presidente da Abinc, a Internet das Coisas pode ajudar a solucionar o problema de conectividade, seja de linha telefônica móvel ou internet, de grande parte dos municípios de Mato Grosso.

 

A Internet das Coisas também promete, além de superar as dificuldades de infraestrutura e conectividade, adaptar as aplicações da tecnologia para a realidade da região.

 

O engenheiro-agrônomo, especialista em Gestão em Agronegócio pela FGV e presidente para a América Latina na AgGateway Global Network, José Alexandre Loyola, e o engenheiro eletrônico especialista em Engenharia de Sistemas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e consultor da Softex, Jorge Bittar, também farão parte deste painel.

 

Loyola abordará os desafios da AgGateway de promover a Agricultura Digital ao redor do mundo. A AgGateway é uma entidade que nasceu nos Estados Unidos em 2005 e reúne empresas fabricantes e entidades ligadas ao agronegócio no segmento de máquinas e equipamentos agrícolas, irrigação, defensivos agrícolas, sementes, fertilizantes, tradings e agricultura de precisão. A iniciativa reúne a grande indústria de máquinas agrícolas com o objetivo de padronizar as aplicações e as conexões entre maquinários de diferentes fabricantes.

 

Jorge Bittar, da Softex, é responsável por um estudo de conectividade em banda larga que está sendo desenvolvido no município de Campo Novo do Parecis e entorno. Segundo ele, a região é um retrato do que acontece em geral em Mato Grosso, ou seja, as redes de internet estão insuficientes para dar conta das necessidades das pessoas e das empresas, sobretudo do agronegócio. “Vou apresentar uma perspectiva de solução que traga possibilidade de internet de boa qualidade, com capacidade adequada de serviço na sede do município ou nas propriedades rurais, visando incorporar novas tecnologias no agronegócio que possam melhorar a produtividade e qualidade dos produtos agrícolas”, explicou Bittar.

 

O projeto AgriHub é uma iniciativa do Sistema Famato, formado pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT) e Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

 

COMO PARTICIPAR – O evento Summit é destinado para convidados. Entre eles estarão produtores rurais, investidores, comunidades AgTech, startups e representantes de universidades e institutos de pesquisa. Mais informações pelo telefone (65) 3928-4421 ou pelo sitewww.agrihub.org.br. Os interessados podem enviar e-mail para eventos@famato.org.br.

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

 

18/04 – Quarta-feira

 

FÓRUM REDE DE FAZENDAS ALFA

8h às 10h – Painel: Experiências e primeiros resultados da Rede de Fazendas Alfa, próximos passos

Fábio Silva, zootecnista, pós-graduando em Gestão de Projetos, Parcerias AgriHub

Rui Prado, médico-veterinário, produtor rural mentor da Rede de Fazendas Alfa

Alexandre Lopes, engenheiro-agrônomo, produtor rural validador da Rede de Fazendas Alfa

10h às 10h30 – Coffee Break

10h30 às 12h – Painel: Conectividade e padronização, como está se construindo o futuro?

Flávio Maeda, engenheiro mecatrônico, presidente da Associação Brasileira da Internet das Coisas (Abinc)

José Alexandre Loyola, engenheiro-agrônomo, especialista em Gestão em Agronegócios (FGV), presidente para a América Latina na AgGateway Global Network

Jorge Bittar, engenheiro eletrônico, especialista em Engenharia de Sistemas (UFRJ), consultor da Softex

Mediador: Adolfo Petry, médico-veterinário, especialista em Gestão Empresarial (FGV), produtor rural, diretor do Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis

 

FÓRUM FUNDOS DE INVESTIMENTO

14h às 16h - Painel: Tipos de investimentos na era digital: uma visão do ecossistema AgTech

Francisco Jardins, administrador de empresas, especialista em Inovação, Venture Capital e Empreendedorismo (FGV), sócio-fundador da SP Ventures e gestor do Fundo de Inovação Paulista

Bruno Brito, engenheiro eletricista, mestre em Administração de Empresas/Finanças (UFRJ), sócio-diretor da Cedro Capital

Magnus Arantes, engenheiro mecânico, sócio-diretor da NXTP Labs

Mediador: Tiago Fisher, engenheiro-agrônomo, doutor em Administração com foco em Marketing (FEA/USP), sócio-diretor da InstaAgro e professor do Insper

 

FÓRUM PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

8h às 10h – Painel: Como transformar Pesquisa e Desenvolvimento em Inovação?

Palestra: Ecossistema de inovação para a agricultura: o case de Pompeia – Márcio Soares Santos, matemático, responsável pela implantação da Aceleradora de Startups da Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia, doutorando em Ciência da Computação

Debatedores:

Sérgio Marcus Barbosa, engenheiro-agrônomo, gerente-executivo da ESALQTec Incubadora Tecnológica

Austeclínio Lopes Faria, engenheiro agrônomo, PhD em Genética e Melhoramento de Plantas (Illinois/EUA), chefe-geral da Embrapa Agrossilvipastoril

Mediador: Olivan da Silva Ravêlo, administrador de empresas, doutor em Economia Aplicada (UFPE), diretor do Escritório de Inovação Tecnológica da UFMT

10h às 10h30 – Coffee Break

10h30 às 12h – Painel: Como acelerar a chegada das inovações no campo: a perspectiva da extensão rural

João Carlos Souza Maia, engenheiro-agrônomo, doutor em Engenharia Agrícola (Unicamp), professor titular da UFMT

Valentino Gomes Corrêa, engenheiro mecânico, especialização em Tecnologia Nuclear (UFMG), coordenador de Laboratórios do DAEE do IFMT

Rivanildo Dallacort, engenheiro agrícola, doutor em Agronomia (UEM), coordenador do Centro de Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto Aplicado a Produção de Biodiesel (Cetegeo) da Unemat Tangará da Serra

Mediador: Otávio Celidonio, engenheiro-agrônomo, mestre em Engenharia de Produção (UFRGS), superintendente do Senar-MT

 

FÓRUM COMUNIDADES

14h às 15h – Painel: Como desenvolver o ecossistema de empreendedorismo e inovação em Mato Grosso, quais os desafios?

Palestrante: Luiz Augusto de Souza Ferreira, jornalista, presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), mentor nos principais eventos de empreendedorismo do país (Campus Party, Startup Weekend, Epicentro e Slush Impact)

Debatedores:

Fernando Pscheidt, publicitário, gestor do Núcleo de Startups do Sebrae Mato Grosso

Vitor Pereira de Freitas, cientista da computação, especialista em Redes e Computação Distribuída (UFMT), diretor da StartupMT

Alvaro Viebrantz, cientista da computação, especialista em Arquitetura de Software Distribuído (PUC-MG), organizador da Comunidade de Tecnologia de Mato Grosso (DevMT)

Mediador: Washington Fernando da Silva, administrador de empresas, especialista em Gestão de Marketing (FGV), chefe do Núcleo de Gestão de Projetos na empresa MT Parcerias

16h30 às 17h – Casos de sucesso em Mato Grosso

Escola Agro – Ângelo Ozelame, engenheiro-agrônomo, pós-graduando em Engenharia de Produção (UFRGS), sócio-diretor

Estuda.com – Vitor Pereira de Freitas, cientista da computação, especialista em Redes e Computação Distribuída (UFMT), co-fundador

 

HAPPY HOUR & NETWORKING

17h às 20h

 

19/04 – Quinta-feira

 

CONFERÊNCIA

Mestre de cerimônias: Kellen Severo, jornalista especializada em economia, finanças e agronegócios

8h às 8h30 – Abertura

8h30 às 9h30 – Momento StartAgro: as tendências que vão moldar o futuro da agricultura (Patrocínio: Solinftec e Rabobank)

Palestrantes:

Luiz Fernando Sá, jornalista, sócio e diretor editorial da Plant Project e da StartAgro

Clayton Melo, jornalista, líder da plataforma StartAgro

Case: De agricultura de precisão a agricultura da informação – Thiago Rodrigues, engenheiro-agrônomo, gerente para Grãos e Fibras da Solinftec

Debate: Como (e quando) essas tendências vão impactar a sua produção

Antonio Morelli, biólogo, mestre em Ciências Agrárias (Esalq/USP), sócio-fundador da Agronow

Fabiana Alves, engenheira-agronôma, MBA com foco em desenvolvimento organizacional e finanças (Califórnia/EUA), diretora do Rural Banking no Rabobank

9h30 às 10h30 – Palestra: Onde estão as grandes oportunidades do Agro? Uma visão de dentro da porteira

Fábio Silva, zootecnista, pós-graduando em Gestão de Projetos, Parcerias AgriHub

11h às 12h – Painel: Agrihub – como as primeiras conexões estão ocorrendo?

Adolfo Petry, médico-veterinário, especialista em Gestão Empresarial (FGV), produtor rural empreendedor da Rede de Fazendas Alfa e sócio da startup Escola Agro

Rafael Kümmel, administrador de empresas, produtor validador da Rede de Fazendas Alfa

Alvaro Viebrantz, especialista em Arquitetura de Software Distribuído (PUC-MG), organizador da Comunidade de Tecnologia de Mato Grosso (DevMT)

Mediador: Otávio Celidonio, engenheiro-agrônomo, mestre em Engenharia de Produção (UFRGS), superintendente Senar/MT

12h às 14h – Intervalo para almoço

14h às 15h – Painel: Experiências AgTechs no Brasil

Sérgio Marcus Barbosa, engenheiro-agrônomo, gerente executivo da ESALQTec Incubadora Tecnológica

George Hiwaiwa, engenheiro-agrônomo, presidente do Instituto Sicoob Unicoob e vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil Japão do Paraná e SRP Valley

Mediador: Daniel Latorraca, economista, especialista em Agronegócio (Esalq/USP), superintendente do Imea e head AgriHub

 

15h30 às 16h15 – Palestra: Inteligência artificial no monitoramento da lavoura folha a folha

Franciele Trentini, engenheira-agrônoma, especialista em Gestão Ambiental, gerente técnica da Taranis Brasil

16h15 às 17h – Palestra: Empreendedorismo & Startup – oportunidades Agrotech

Felipe Matos, administrador de empresas, mestre em Empreendedorismo (FEA/USP), head da 10MilStartups, diretor do Dínamo e fundador da Startup Farm

17h às 17h45 – Palestra: Novas tecnologias aplicadas à agricultura

Ulisses Mello, geólogo, PhD em Geologia (Columbia/EUA), diretor do Laboratório de Pesquisas da IBM do Brasil

 

 

Fonte: Ascom Famato

 


Veja também sobre AgriHub; Summit; Imea; Famato
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo